Deep Purple em Belém – 2º lote de ingressos à venda

Milhares de fãs já garantiram os ingressos para o show do Deep Purple na abertura de vendas especial que aconteceu antes do feriado. O sucesso foi além do esperado e agora um novo lote de ingressos está disponível nas Centrais para aqueles que querem assistir ao show de uma das maiores lendas do rock mundial.

O repertório do show vai contar com antigos sucessos, como a mitológica “Smoke on the water“, “Lazy“, “Strange kind of woman” e “Hignway star”, além das canções de “Rapture of the deep” (2005), seu mais recente álbum de estúdio, relançado agora em edição especial.

Criado em 1968, na Inglaterra, o Deep Purple se firmou durante a primeira metade dos anos 70 graças a discos como “In rock” (1971), “Machine head” (1972) e o ao vivo “Made in Japan” (1972). Após uma parada entre 1976 e 1984, o Deep Purple voltou à ativa de forma gloriosa com o álbum Perfect Strangers (1984), que trazia de volta ao time Gillan, Glover e Ritchie Blackmore

A atual formação do grupo, considerada uma de suas melhores, traz Ian Gillan (vocal), Roger Glover (baixo), Ian Paice (bateria), Steve Morse (guitarra) e Don Airey (teclados). O guitarrista Ritchie Blackmore e o tecladista Jon Lord deixaram o grupo nos anos 1990 e 2000, respectivamente.

A abertura do show fica por conta da banda paraense D.N.A criada em 1988 e que agora retoma a carreira com sua formação clássica. A abertura dos portões está marcada para 18h e o show do Deep Purple para 21h.

Pista – Primeiro lote 60,00
Pista – Segundo lote 80,00
Vip – 150,00
Camarote 180,00

Valores de meia entrada. Não perca essa chance! Dia 04 de outubro no Cidade Folia tem DEEP PURPLE ao vivo!

fonte: Bis Entretenimento

Anúncios

Bis Entretenimento confirma Deep Purple em Belém

O Deep Purple fará uma apresentação em Belém no dia 04 de outubro, no Cidade Folia. O show faz parte da turnê que o grupo traz para a América do Sul e que deverá passar por mais cidades, como São Paulo no dia 10 de outubro.

A atual formação do grupo britânico se mantém desde 2001, e inclui Ian Gillan (vocal), Roger Glover (baixo), Steve Morse (guitarra), Don Airey (teclados) e Ian Paice (bateria), sendo que este último é o único a se manter desde o início, em 1968, quando foi lançado o álbum “Shades Of Deep Purple”.

A banda já esteve diversas vezes no País, sendo esta a 9ª passagem do quinteto pelo Brasil, mas será a primeira vez que o grupo se apresenta na capital paraense. O Deeep Purple deve tocar hits como “Highway Star” e “Smoke on the Water”.

Logo mais estaremos divulgando mais informações sobre vendas e ingressos. Fiquem ligados!

10.05.11 – Belem, Brazil
10.07.11 – Fortaleza, Brazil
10.08.11 – Campinas, Brazil
10.10.11 – Sao Paulo, Brazil
10.11.11 – Belo Horizonte, Brazil

Dead Fish em Belém

LOCAL: Açai Biruta (Rua Siqueira Mendes, Próximo a Igreja da Sé, às margens da Baía do Guajará)
HORA: A partir das 18:00 hs
DATA: 07/05/2011 (sábado)

INGRESSOS LIMITADOS

Pontos de venda: Loja ForFun – Trav. São Pedro, 656 – Batista Campos, fone: (91)-3223-0042 (atrás do Shopping pátio Belém).

Informações: 9183-8883/ 8476-1470
http://www.abunaiproducoes.com.br/

DEAD FISH (ES) http://www.myspace.com/deadfishoficial
+ Sincera http://sincerarock.tnb.art.br/
+ Escárnio http://www.myspace.com/escarniohc
Participação de Maurílio Fernandes (Switch Stance)

Iron Maiden leva 11 mil pessoas a loucura no Cidade Folia

‘Onze mil amigos’ vibraram com o show histórico do Iron Maiden, ontem de noite. Foi assim que o vocalista Bruce Dickinson descreveu o público durante a apresentação, no Cidade Folia. O auge de emoção foi durante a música ‘The Trooper’, com os fãs cantando junto e batendo palmas. A primeira reação de boa parte do público, quando o Iron Maiden surgiu, foi gritar e tentar registrar a imagem. As estrelas do fundo do palco – que simulam o ambiente espacial, contexto da primeira música, ‘The Final Frontier’, – se confundiam com as luzes de câmeras fotográficas erguidas.

Leia mais no Portal ORM

Show da banda britânica Iron Maiden excita os fãs que já se programam para ver o pouso da nave em val-de-cães

Show da banda britânica iron maiden excita os fãs que já se programam para ver o pouso da nave em val-de-cães

O Boeing 757 Ed Force One – conhecido como Donzela de Ferro -, que aterrissa amanhã em Belém, é o penúltimo acelerador da ansiedade dos fãs que esperam o show de sexta-feira (1º), o maior que a cidade jamais viu. Motivo suficiente para aumentar a adrenalina e causar insônia de quem espera ansioso para ver os ídolos ao vivo. Belém é a única cidade da Região Norte incluída na “The Final Frontier Tour 2011”. O repertório relembra sucessos dos mais de 30 anos de carreira da banda e músicas do último disco “The Final Frontier (2010)”. Mesmo para quem é veterano na plateia do Maiden, sobra ansiedade.

Pela quinta vez Walber Gabriel, 37 anos, estará frente à frente com a banda que escuta há 26 anos. O último show que ele assistiu foi em Manaus, no ano passado. Mesmo assim, ele confessa dormir mal desde o início da semana. “Passo a noite na agonia para chegar o dia”, relata. A camisa que usará depois de amanhã já foi escolhida. Ele e o irmão Waldir Gabriel, 39 anos, levarão uma bandeira da banda em homenagem aos ídolos. A admiração pelo Iron Maiden, Walber carrega no corpo. Uma tatuagem do mascote Eddie carregando um bebê. O desenho ele encontrou casualmente no siteoficial da banda e aproveitou a vontade de marcar o corpo para declarar a paixão pelo grupo e pela filha (então) recém-nascida.

A fidelidade ao Iron Maiden é um traço comum entre os fãs. Raoni Joseph e Eduardo Souza assistiram a turnê “Somewhere Back in Time” que passou pelo Brasil em 2008 e 2009. Um show que traz músicas dos cinco primeiros álbuns do grupo resgatando o repertório do disco ao vivo “Life After Death (1985)”. Ambos esperaram cerca de nove horas até assistir ao show. Raoni na estreia da turnê no País e Eduardo um ano depois. Ele ainda guarda o ingresso da apresentação histórica.

Continuar lendo

Belém: Iron Maiden está chegando

Belém recebe, na sexta, a banda, no maior show já visto na cidade. E o guitarrista Adrian Smith fala a O LIBERAL, com exclusividade.


Filipe Faraon – Da Redação

A expectativa pela chegada da turnê The Final Frontier a Belém domina não só o público, mas também os integrantes do Iron Maiden. Em entrevista pelo telefone, o guitarrista Adrian Smith, 54 anos, demonstrou que a ansiedade pelo show não é exclusiva dos fãs. Ele se disse animado para conhecer o público da cidade, uma das poucas dessa turnê ainda nunca visitada pela banda, em 36 anos de estrada.

Quando o assunto é Brasil, integrantes da banda logo lembram as memoráveis apresentações nas três edições brasileiras do Rock In Rio, tema citado com nostalgia por Adrian. Não é à toa que o país é um dos mais privilegiados nesta tour, com seis apresentações da banda. Só perde para Alemanha e Austrália, ambos com sete.

Um três guitarristas do Iron Maiden, Adrian é inseparável do vocalista, Bruce Dickinson. Entraram na banda na mesma época, no início da década de 1980, pouco antes de o grupo estourar mundialmente com o álbum Number of The Beast. No início da década de 1990, saíram para lançar dois álbuns solo, e voltaram em 1999. Adrian participou da gravação dos últimos quatro CDs da banda, inclusive o aclamado The Final Frontier, lançado ano passado e base do repertório da atual tour.

Com linguagem coloquial e simpatia, diretamente do México, Adrian falou em entrevista exclusiva por telefone, ao repórter Felipe Faraon, sobre Grammy, o sucesso do novo álbum e lembrou seus tempos de fã da banda Deep Purple.

Você sabia que um grupo de fãs esperou uma fila de 15 horas até que os ingressos começassem a ser vendidos, em novembro?

Sério? Isso é espetacular.

Eles queriam ser os primeiros a comprar ingressos…

Isso é ótimo! Nunca tocamos em Belém antes, então estamos curiosos para ver. No resto do Brasil as reações, desde que tocamos no Rock In Rio, há 20 anos, têm sido fantásticas. Então, parece que vai ser um bom show, sabe?

Iron Maiden deve ser a maior banda a tocar em Belém. Isso faz o show ficar ainda mais especial para vocês?

Continuar lendo