Show da banda britânica Iron Maiden excita os fãs que já se programam para ver o pouso da nave em val-de-cães

Show da banda britânica iron maiden excita os fãs que já se programam para ver o pouso da nave em val-de-cães

O Boeing 757 Ed Force One – conhecido como Donzela de Ferro -, que aterrissa amanhã em Belém, é o penúltimo acelerador da ansiedade dos fãs que esperam o show de sexta-feira (1º), o maior que a cidade jamais viu. Motivo suficiente para aumentar a adrenalina e causar insônia de quem espera ansioso para ver os ídolos ao vivo. Belém é a única cidade da Região Norte incluída na “The Final Frontier Tour 2011”. O repertório relembra sucessos dos mais de 30 anos de carreira da banda e músicas do último disco “The Final Frontier (2010)”. Mesmo para quem é veterano na plateia do Maiden, sobra ansiedade.

Pela quinta vez Walber Gabriel, 37 anos, estará frente à frente com a banda que escuta há 26 anos. O último show que ele assistiu foi em Manaus, no ano passado. Mesmo assim, ele confessa dormir mal desde o início da semana. “Passo a noite na agonia para chegar o dia”, relata. A camisa que usará depois de amanhã já foi escolhida. Ele e o irmão Waldir Gabriel, 39 anos, levarão uma bandeira da banda em homenagem aos ídolos. A admiração pelo Iron Maiden, Walber carrega no corpo. Uma tatuagem do mascote Eddie carregando um bebê. O desenho ele encontrou casualmente no siteoficial da banda e aproveitou a vontade de marcar o corpo para declarar a paixão pelo grupo e pela filha (então) recém-nascida.

A fidelidade ao Iron Maiden é um traço comum entre os fãs. Raoni Joseph e Eduardo Souza assistiram a turnê “Somewhere Back in Time” que passou pelo Brasil em 2008 e 2009. Um show que traz músicas dos cinco primeiros álbuns do grupo resgatando o repertório do disco ao vivo “Life After Death (1985)”. Ambos esperaram cerca de nove horas até assistir ao show. Raoni na estreia da turnê no País e Eduardo um ano depois. Ele ainda guarda o ingresso da apresentação histórica.

Tarde livre e preparação para filas

Raoni e Eduardo são integrantes do Iron Maiden Cover, formado por jovens entre 20 e 36 anos. O baixista Raoni conheceu a obra da banda estimulado pela vontade de aprender as linhas de baixo de Steve Harris, fundador do Maiden. Mesmo motivo que levou Eduardo, vocalista da banda cover, a escutar todos os discos que mais tarde lhe chamaram atenção pela potência e técnica vocal de Bruce Dickinson. Eles explicam que a admiração pelo Iron Maiden é resultado da combinação da proposta musical do grupo ao conteúdo das letras.

Bruce Dickinson e Steve Harris, o principal compositor da banda, são estudiosos de literatura inglesa. Parte das histórias britânicas são incorporadas às narrativas da Donzela de Ferro. O disco “7th Son of a 7th Son (1980)” trabalha a simbologia bíblica do número sete. As músicas também falam de problemas da Humanidade como guerra e catástrofes. “Eles acabam sendo uma banda muito além do som que eles tocam. Sempre têm uma mensagem para passar”, explica Eduardo.

Ver essa história contada ao vivo daqui a dois dias intensifica os batimentos cardíacos dos fãs. Eduardo e Paulo Borba, guitarrista do Iron Maiden cover, esperaram pelo menos cinco horas na fila para garantir o ingresso. Eles organizaram as atividades desta semana para estarem livres na tarde de sexta. “Vou almoçar em casa e sair para o show”, planeja Eduardo. Ele e Paulo estarão na área vip e para garantir o lugar na beira do palco enfrentarão pelo menos sete horas de espera.

Bares da cidade aproveitam para promover “aquecimentos”

A chegada da fabulosa turnê “The Final Frontier Tour 2011” à capital paraense movimentou até os bares da cidade que aproveitaram a deixa para reunir fãs da banda nos chamados “aquecimentos” para o show. Diante da ansiedade manifestda pela legião de fãs, Marquinho, vocalista da banda Acordalice, realizou uma noite de Iron Maiden no Acordalice Bar Café no último domingo. “O bar recebeu cerca de 100 pessoas. Todo mundo cantando, ovacionando (as músicas)”, diz Marquinho espantado com a receptividade que a promoção teve entre os fãs belenenses da banda inglesa. O bar até sorteou dois ingressos para o camarote da banda Acordalice. Marquinho já trabalha na criação da camiseta que os músicos e convidados usarão nesta sexta, em homenagem ao mascote Eddie.

A programação do bar será repetida hoje, a partir das 20h. Iron Maiden Cover e DJ Ivan Davis aquecem o público para a noite de sexta. A banda é formada por integrantes do Acordalice e de outros grupos que tocam na noite belenense. De tão apaixonados pelas músicas do Maiden, nem precisou ensaio para montar o repertório. As composições são conhecidas de cor, assim como por todos os fãs que entoam em uníssono as principais canções que marcaram a história do grupo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s